Facebook incentiva violência contra refugiados, diz pesquisa - Views

Breaking

Post Top Ad

Post Top Ad

26 de ago de 2018

Facebook incentiva violência contra refugiados, diz pesquisa

Os pesquisadores Karsten Müller e Carlo Schwarz, da Universidade de Warwick, realizaram um estudo sobre a relação entre o uso do Facebook com as ações antirrefugiados. Foram analisados todos os ataques contra refugiados cometidos na Alemanha em um período de dois anos, 3.335 ao todo. 

Em cada um dos casos, analisaram a comunidade local envolvida, levando em conta todas as variáveis que pareciam relevantes. Poder aquisitivo. Características demográficas. Apoio à política de extrema direita. Vendas de jornais. Número de refugiados. Histórico de crimes de ódio. Número de protestos.
O resultado dessa pesquisa foi que em cidades onde o uso do Facebook per capita do fica acima do desvio padrão da média nacional, os ataques contra refugiados aumentam cerca de 50%. Isso foi constatado em virtualmente qualquer tipo de comunidade, sugerindo que essa conexão se aplica universalmente.

De acordo com os pesquisadores essa relação é indireta e esta relacionada com o algoritmo que gerencia o feed de noticias, e tem como objetivo o maior engajamento dos usuários.

As pessoas instintivamente seguem as normas sociais de sua comunidade, que de forma geral são um impedimento aos maus comportamentos, relata a psicóloga social Betsy Paluck, da Universidade de Princeton. Mas Facebook desregula esse processo, uma vez que alimenta nosso feed de notícias, nos direcionando a grupos que pensam como nós, o que pode promover conteúdos que incentivam nossas emoções negativas.

             www1.folha.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad