Alunos de federal estão sendo acusados de espalhar mensagens que incitam racismo e estupro - Views

Breaking

Post Top Ad

Post Top Ad

8 de ago de 2018

Alunos de federal estão sendo acusados de espalhar mensagens que incitam racismo e estupro


Alunos da UFRA (Universidade Federal Rural da Amazônia) estão sendo acusados nas redes sociais de racismo e incitação ao estupro após imagens de grupo de WhatsApp viralizarem. Participantes teriam dito frases como "não é estupro, é sexo surpresa".

Os prints do grupo, que circulam na internet desde a madrugada da última segunda-feira, 06 de agosto, mostram uma conversa com conteúdo machista e racista. "Aí depois perguntam por que eu não gosto de preto", teria dito um participante.
No grupo, onde foram escritas as frases, participam vários alunos, do campus em Belém, no Para, de diferentes cursos como informatica e engenharia de agrimensura.

Um grupo de alunos realizou um protesto na tarde da última segunda com cartazes com frases de ordem e reproduções da conversa. Na mesma noite, diferentes centros acadêmicos da universidade se reuniram em um auditório da instituição para debater o assunto. Foi combinado um ato de conscientização contra o machismo marcado para a próxima terça-feira 14 de agosto.

Fonte: noticias.uol.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Top Ad